Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
poesiatododia


negócio perdido

q alca q nafta q nada

a madrugada inteira à procura

de coisas perdidas e achadas

sem saber o rumo da estrada

até a minha casa.

A rua trancada

a vida q passa

Passa a polícia passa o ladrão

passa o inimigo passa o irmão

 

E rolava um rock rolava um rap

um samba uma embolada

rolava um protesto um afeto

até rolava uma palavra

dita de boca fechada

 

q alfa q beta q gama q falta

q ama o tiro q mata?

A madrugada toda atrás de coisas perdidas

falsas imagens e ilusões frustradas

 

Saboreando inteiro o sabor de um sonho vazio

fazia frio

mas aqui por dentro

isso era o quente



Escrito por rubens às 12h56
[] [envie esta mensagem] []



negócio perdido (continuação)

O q aquecia era o corte

da lâmina rente

deixando como presente o vento

e o silêncio de quem cala de susto

 

Todos os sentidos ligados

pêlos eriçados

abandonado à madrugada

sozinho, sem por q

afta nafta minh’alma jogada

minha mala roubada

sem caminho de volta pra casa

sem nenhuma causa a defender

 

Assim seremos assim sereno

assim viver assim morrer

como única via de acesso

ao sentido do momento

e logo em seguida

sem apego

ver tudo desaparecer.



Escrito por rubens às 12h55
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]