Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
poesiatododia


Apego à vida. Não às coisas da vida.

Sabendo que a vida é feita de coisas.  E o estado das coisas

é o de ser cru, frio, surdo, duro.

É preciso, pois, colocar poesia

- como se coloca óleo nas dobradiças das portas -

em todos os momentos da existência.

Enquanto nossas forças resistirem.



Escrito por rubens às 02h33
[] [envie esta mensagem] []



Fome de pensar

 

O quê, então?

Está pensando com a boca? Com a boca do estômago?

Parou de pensar? Deixou de usar o tutano?

Tua inteligência é feita de gosma, liqüem, borra?

E logo nesta hora você vem dar de dono da situação? Vê se não apavora!

Em plena construção sou eu quem te faço, pedaço, percalço, bicho papão!

Saindo assim do papel, mata borrão.

Disfarce, ou te desfaço

Te apago, areia, com as próprias mãos

Você sou eu

E mais

Você nasceu, se comeu e seu sonho perdeu a razão.

Despertado com um soco na boca

Na boca do estômago

Cabeça oca

Servida no prato, tutano.

Mas não pra mim, sou vegetariano!

Logo, o que não existe, em mim pensa que sim

entra pelo cano

volta penando

e sai por aí

perdido.

Se achando.



Escrito por rubens às 01h44
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]