Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
poesiatododia


mal de amor

mal de amor

não conter
o gosto desse desgosto
como se gozo fosse

apagar desse branco
o espanto do mel
com sabor de fel

quando o sal na aparência
engana cuspir fora
o que não é feito de cana

e na língua fria e
amarga que arde em dor
sorrir como se não fosse isso
mal de amor


Escrito por rubens às 00h45
[] [envie esta mensagem] []



SÓ PARA CRÂNIOS

o ser é belo

Escrito por rubens às 00h09
[] [envie esta mensagem] []



FOLHAS CAMINHANDO
FORMIGAS TRABALHANDO
DEBAIXO DA SOMBRA

Escrito por rubens às 00h08
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]